ONG de Wyclef Jean arrecada US$ 1,9 milhão para o Haiti

Rapper de origem haitiana lançou campanha há três dias em site.
Maior doação individual foi feita pela top model Gisele Bündchen.

Da Reuters

O rapper de origem haitiana Wyclef Jean.

Wyclef Jean, um dos primeiros artistas a se mobilizar na causa do Haiti - país devastado por um terromoto última terça-feira (11) -, arrecadou U$ 1,9 milhão em três dias de campanha. O rapper e ex-vocalista do Fugees pediu por mensagem de texto, que os fãs que doem US$ 5 para o Fundo do Terremoto Yele Haiti. A doação é descontada na conta de celular de quem mandar a palavra "Yele" para o numero 501501 (só nos Estados Unidos).

O músico está no Haiti "prestando ajuda e avaliando a situação," segundo informa o site da sua ONG www.yele.org.

Uma das celebridades mais influentes no Haiti, Jean também será um dos apresentadores da maratona televisiva que as redes de TV norte-americanas estão preparando para o próximo dia 22 de janeiro.

Reportagem publicada pelo jornal "The Washington Post" neste sábado (16), no entanto, informou que analistas têm levantado questionamentos sobre o destino do dinheiro arrecadado pela fundação Yele. Segundo os críticos, declarações de imposto de renda de anos anteriores indicam que, em certas ocasiões, os gastos administrativos da organização superaram o montante gasto em caridade. Ainda de acordo documentos fiscais, Jean teria recebido US$ 100 mil da organização para se apresentar em um show beneficente.

Em entrevista ao "Post", o presidente da Yele Haiti, Hugh Locke, rebateu as críticas e disse que a fundação pretende destinar parte cada vez maior de seu orçamento à medida que forem ganhando experiência. "Acho que as pessoas devem ficar bem confortáveis que qualquer dinheiro doado à Yele Haiti irá 100% para o fundo de emergência", declarou Hughes ao jornal.

Celebridades em ação 

A tragédia que vitimou grande parte da população do país comoveu astros de Hollywood e da música pop, que conclamam seus fãs a ajudarem as vítimas e fazem doações do próprio bolso.

Angelina Jolie e Brad Pitt estiveram entre os primeiros artistas a participar da campanha, doando US$ 1 milhão da sua fundação para a entidade Médicos Sem Fronteiras. A organização atua em Porto Príncipe.

A cantora Madonna doou US$ 250 mil dólares por meio da entidade Parceiros na Saúde, e disse em nota que reza pelos haitianos.

"Não consigo imaginar a terrível dor e sofrimento que eles estão experimentando. Peço a todos os meus amigos e fãs no mundo todo que se juntem a mim coletivamente para se equiparar à minha contribuição, ou que doem o que puderem", disse a popstar.

Programa de TV

O  ator George Clooney irá apresentar na próxima sexta (22) uma maratona televisiva beneficente na MTV, sem intervalos comerciais. Wyclef Jean e outros músicos pop e astros do cinema também devem participar.

O evento, chamado "Hope for Haiti" ("esperança para o Haiti"), deve acontecer em Los Angeles e Nova York, e será transmitido pelas redes ABC, CBS, NBC, Fox, CNN, HBO e por todos os canais da MTV. 

 Foto: Divulgação

A cantora Shakira.

A cantora colombiana Shakira pediu aos fãs que façam doações para reconstruir ao Haiti. Sugeriu que o dinheiro seja entregue ao Unicef ou à fundação de Jean. 

A atriz Alyssa Milano, estrela da série "Charmed" e embaixadora da boa vontade do Unicef (órgão da ONU para a infância), usou na quinta-feira (14) seu blog no site "The Huffington Post" para desafiar empresas americanas a imitarem sua doação. Ela disse que o dinheiro será usado na compra de suprimentos médicos, lonas, comida e kits de água para o Haiti.

"Chorei e então fiz a única coisa que eu poderia fazer (...): assinei um cheque de US$ 50 mil para o Fundos dos EUA para o Unicef", escreveu ela.

Já Chris Martin, do Coldplay, sugeriu que as doações sejam feitas à ONG Oxfam, cuja embaixadora global Scarlett Johansson, atriz, também pediu contribuições para o Haiti.

A apresentadora Oprah Winfrey se envolveu na quarta (12), pedindo aos espectadores do seu popular programa de TV que façam doações à Cruz Vermelha.

O ator Ben Stiller, que tem angariado dinheiro para uma escola em Ceverine, no Haiti, por meio da fundação Save the Children, também fez um apelo no programa de Larry King, na CNN, por doações de US$ 10, debitadas na conta de quem enviar um SMS com a palavra "Haiti" ao número 90999 (também só nos Estados Unidos).

A primeira-dama Michelle Obama também fez um apelo por doações via celular nessa campanha, que até a noite de quinta-feira (14) já havia arrecadado US$ 5,9 milhões, destinados à Cruz Vermelha Haitiana.

Top doação

A modelo brasileira Gisele Bündchen enviou um cheque de US$ 1,5 milhão à Cruz Vermelha Internacional, segundo o jornal "The Boston Globe". Até agora, essa foi a maior doação individual de uma celebridade à causa. 

 Foto: Daigo Oliva/G1

Gisele: doação de US$ 1,5 milhão.

O ciclista Lance Armstrong prometeu US$ 250 mil da sua Fundação LiveStrong, segundo o site da entidade. O dinheiro será destinado aos Médicos Sem Fronteiras e aos Parceiros da Saúde, entidade fundada pelo professor de Harvard Paul Farmer. 

O ator e diretor Tyler Perry doou US$ 250 mil dólares e está recebendo doações pelo site www.tylerperry.com/HaitiRelief.

Na Times Square, em Nova York, o mágico David Blaine começou uma apresentação de 72 horas de truques e mágicas para os transeuntes, e disse: "Temos tanto aqui e aquele país não tem nada. Só a ideia disso já é horrível".

Posted by Paulo Studiow @ domingo, 17 de janeiro de 2010 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails