Archive for Julho 2012


Muitos adolescentes gostam de ouvir música alta, especialmente durante os estudos, costume que tem sido criticado pelo pais através de gerações. Agora, cientistas da Argentina mostraram que a reclamação dos progenitores não é pura chateação: através de um experimento com ratos, eles descobriram que o som alto pode afetar a memória e os mecanismos de aprendizagem de animais em desenvolvimento.
O trabalho, publicado na revista Brain Research, foi realizado utilizando camundongos com idade entre 15 e 30 dias, o que corresponde a uma faixa etária entre 6 a 22 anos nos humanos. "Nós usamos ratos pois eles têm um sistema nervoso semelhante aos seres humanos", disse à BBC Mundo Laura Guelman, coordenadora do projeto e pesquisadora do Centro de Estudos Farmacológico e Botânico (Cefybo) da Universidade de Buenos Aires (UBA).
Os pesquisadores expuseram os animais a intensidades de ruído entre 95 e 97 decibéis (dB) mais altos do que o patamar considerado seguro (70-80 dB), porém abaixo da intensidade de som que produz, por exemplo, um show de música (110 dB).
Concluído o experimento, eles descobriram que, depois de duas horas de exposição, os ratos sofreram danos irreversíveis nas células cerebrais. Segundo os pesquisadores, foram identificadas anormalidades na área do hipocampo, uma região associada com os processos de memória e aprendizagem.
"Tal evidência sugere que o mesmo poderia ocorrer em humanos em desenvolvimento, embora seja difícil de provar, porque não podemos expor as crianças a este tipo de experiência", disse Guelman.
Danos
Já era sabido que a exposição ao som alto pode causar deficiência auditiva, cardiovascular e do sistema endócrino (além de stress e irritabilidade), mas Guelman afirmou que é a primeira vez que tais alterações morfológicas são detectadas no cérebro.
"Pode-se supor a partir dessa descoberta que os níveis de ruído a que as crianças são expostas nas 'baladas' ou ouvir música alta com fones de ouvido podem levar a déficits de memória e cuidados de longa duração", disse Maria Zorrilla Zubilete, professora e pesquisadora da Faculdade de Medicina da UBA.
Uma das curiosidades relevadas pelo estudo é que, para as crianças, uma única exposição a ruídos altos pode ser mais prejudicial do que uma exposição prolongada. Durante a experiência, dois grupos de ratos foram analisados: o primeiro foi exposto uma única vez a duas horas de ruído e o segundo recebeu o mesmo estímulo, mas uma vez por dia durante duas semanas.
Após 15 dias, os ratos que tinham sido submetidos a uma única exposição no início da experiência mostraram sinais de danos mais contundentes. Os cientistas atribuíram tal fato à chamada "plasticidade neural" existente durante os anos de desenvolvimento, quando o sistema nervoso ainda está em formação. "É possível que os estímulos do cérebro já não tenham tempo para reparar tais ferimentos", disse Guelman.
Conclusões precipitadas
Embora o estudo cause preocupação em um cenário em que cada vez mais crianças ouvem música em alto volume através de dispositivos digitais e vídeo games, Guelman alerta para conclusões precipitadas.
"O som que usamos para o experimento foi o ruído branco, um sinal que contém todas as frequências de som, e é percebido como se fosse o barulho de uma TV mal sintonizada", disse ela.
"Mas a música que muitas das crianças ouvem contém apenas algumas frequências, e ainda não sei exatamente o que causou o dano", acrescentou. O próximo trabalho desses cientistas é determinar o "mecanismo molecular" pelo qual o ruído afeta as células do hipocampo.
"Nós não sabemos se o dano é gerado diretamente pelas vibrações sonoras ou o som ativa neurotransmissores que causam o problema", diz Guelman. Depois de entender esse mecanismo, os peritos tentarão desenvolver drogas que podem prevenir lesões.
Enquanto isso, cientistas argentinos acreditam que este estudo deve servir como um alerta para evitar a exposição das crianças a sons altos. Com a descoberta, os professores, que já se queixam de como as novas tecnologias podem distrair os alunos, têm agora um novo argumento para proibir os gadgets em sala de aula.


LONDRES, 26 Jul (Reuters) - Como já suspeitavam os maiores de 35 anos, a música pop atual está mais barulhenta, e parece tudo igual, segundo cientistas da Espanha.
Eles compararam um enorme arquivo chamado Million Song Dataset, que "traduz" o conteúdo de letra e música em dados que podem ser esmiuçados, e assim analisaram canções populares feitas entre 1955 e 2010.
Com o uso de complexos algoritmos, eles descobriram que as canções pop se tornaram intrinsecamente mais barulhentas e mais insípidas em termos de acordes, melodias e timbres.
"Encontramos evidências de uma progressiva homogeneização do discurso musical", disse à Reuters Joan Serra, especialista em inteligência artificial do Conselho Nacional Espanhol de Pesquisas, que liderou o estudo.
"Em especial, obtivemos indicadores numéricos de que a diversidade de transições entre as combinações de notas --grosso modo, os acordes mais as melodias-- diminuiu consistentemente nos últimos 50 anos".
Eles também mostraram que a chamada paleta de timbres empobreceu. A mesma nota tocada no mesmo volume por um piano ou um violão, por exemplo, tem timbres diferentes. Ou seja, os pesquisadores concluíram que o pop moderno tem uma variedade mais limitada de sons.
Há muito tempo a indústria fonográfica é acusada de aumentar o volume das gravações, travando uma "guerra sonora", mas Serra disse que essa foi a primeira vez que isso foi mensurado com base em um grande bancos de dados.


Além de entender os pedidos nos tweets, o piano Stanley tem um mecanismo que ativa suas teclas, fazendo com que ele toque sozinho a música solicitada. Foto: YouTube/Reprodução
Além de "entender" os pedidos nos tweets, o piano Stanley tem um mecanismo que ativa suas teclas, fazendo com que ele toque sozinho a música solicitada

Em Seattle, Estados Unidos, um piano faz performances ao vivo a partir de pedidos de músicas feitos pelo Twitter - basta fazer uma menção para @Stanleypiano, junto ao nome de uma música ou artista, e o instrumento a conduzirá, sem a necessidade de ter suas teclas tocadas por um ser humano. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, a ação é de autoria de uma empresa chamada Digital Kitchen.
Pessoas de qualquer parte do mundo podem enviar seus pedidos ao piano Stanley, que possui um computador em seu interior que lê os feeds. Para reconhecer as solicitações, o instrumento consulta uma biblioteca que contém centenas de músicas cadastradas, em arquivos no formato MIDI - que armazenam cada nota de uma determinada faixa. Uma interface então "traduz" as notas para as teclas de Stanley, e ativa o mecanismo que faz com que ele toque a música em questão.
"Foi um mashup, na tentiva de obter uma criação física e ao mesmo tempo digital", foi como o diretor criativo da Digital Kitchen, David Mikula, definiu brevemente o projeto, também apresentado como "o primeiro piano interativo do mundo." A empresa diz não ter planos de vender ou alugar o piano.


  • 25 - Canção da América - Milton Nascimento - Canção-clichê do tema, toca em tudo que é colação de grau. Mas ó, do lado esquerdo do peito vai é o silicone e dentro do coração, a ponte de safena, fica a dica, Milton!
  • 24 - Wanabe - Spice girls - Se você quer namorar alguma das moças apimentadas, deve conhecer as amigas dela primeiro, afinal como elas dizem, amizade nunca acaba!
  • 23 - Ele é corno mas é meu amigo - Tiririca - Só pelo título da música já dá pra ver que o namorado da Florentina é um cara sem preconceitos. Afinal um amigo é pra acudir o outro!
  • 22 - Amigos do peito - A turma do Balão Mágico - Jairzinho, Simony, Tobe e Myke eram uns pivetes fofos e juravam amizade eterna. Hoje anda cada um pra um lado. Amigos do peito, sei!
  • 21 - Eu quero apenas - Roberto Carlos - Um milhão de amigos: tudo que o rei queria em mil novecentos e guaraná-de-rolha, hoje qualquer um consegue, juntando os amigos do Orkut, do Facebook, do Msn...
  • 20 - Reais amigos - CPM22 - Os manos são bróder dos chapa de fé que não vacilam com os truta, tá ligado!
  • 19 - Amigos de bar - Cazuza - Pra celebrar um dos meus tipos preferidos de amigos, os de botequim, pra quem não tem tempo ruim!
  • 18 - Podes crer - Cidade Negra - O cara é tão chapa que sabe o que te agrada e o que te dói. Podes crerm eu tô falando de amizade...
  • 17 - Meu caro amigo - Chico buarque - Veja você, o cara vai mandar notícias pra um amigo que não ele não vê há séculos e resolve contar que por aqui tão jogando futebol (?) E as novidades, hein?
  • 16 - Meus bons amigos - Barão vermelho - Uma canção saudosista lembrando dos camaradas que ficaram no passado.
  • 15 - É tão lindo - A turma do balão mágico - A então pequerrucha Simony e Robertão cantam sobre um amigo que tem bigodes de foca e nariz de tamanduá (hein?) que é tão gente boa que nem preciza passar pelo Pitanguy.
  • 14 - Amigo fura-olho - Latino - O sem noção da festa no apê esquece o mandamento que diz que mulher de amigo é homem e manda ver na mina do outro assim na cara dura.
  • 13 - A namoradinha de um amigo meu - Roberto Carlos - Mas muito antes do Latino, rei atacava com uma furadeira o olho do amigo (será que era o Erasmo?) sem dó nem piedade! Amigo mais fédaputam hein?
  • 12 - Chiquitita - ABBA - Pra consolar, dar aquela força, aquele obro amigo pra chorar não tem ninguém melhor que o pessoal do ABBA. Garota de sorte, essa Chiquitita!
    11 - Bridge over trouble water - Simon e Garfunkel - Os caras prometem uma amizade tipo uma ponte sobre aguas turbulentas, capaz de limpar minha mente. Isso é amizade ou o santo daime?
  • 10 - With a little help from my friends - Beatles - Fala sério, você não seria ninguém na noite se não fossem seus chapas pra te dar uma mão! Então seja legal com eles!
  • 9 - Adios muchachos - Carlos Gardel - O gênio do tango se despede dos amigos e dos tempos incríveis que passou ao lado deles.
  • 8 - Ben - Michael Jackson - O garoto Michael já me fez chorar com essa canção. Amizade verdadeira taí, viu?
  • 7 - You've got a friend - Carole King - Nessa bela canção a Carole diz que se o bicho pegar, se a casa cair, se a coisa ficar feia, é só chamar pelo nome dela que ela vem voando! Deixa eu ver se funciona: Caroooooooooole!!!!
  • 6 - Amigo é pra essas coisas - João Nogueira - Olha que bonito: o cara escuta tua choradeira, consola tua dor de corno e ainda te paga uma cerveja! Amigo é isso aí!
  • 5 - Amigos para sempre - Jane e Herondy - É aquela música mala e grudenta que sua mãe obrigou você a cantar no coralzinho do jardim de infância, como se você fosse mesmo ser amigo daquela pirralhada toda até hoje.
  • 4 - You've got a friend in me - Randy Newman - É o tema de abertura de Toy story, e é tão fofo e tão lindo o modo que o garoto e o Woody se dão bem...
  • 3 -I'll be there for you - The rembrandts - Canção tema da série simbolo da amizade, Friends. Canto junto e bato palminha até hoje! É, eu sou meio retardado, eu sei, mas meus amigos gostam de mim assim mesmo!
  • 2 - Amigo - Roberto Carlos - O cara gosta mesmo de falar sobre amigos, né? Aqui na música do pára-papára-papára, ele diz umas coisas lindíssimas sobre os amigos mais certos nas horas incertas.
  • 1 - Stand by me - Ben E. King - Essa música ne faz lembrar do filme Conta comigo, o filme definitivo sobre o que é ser amigo.


Assim como o dia 8 de março é considerado o Dia Internacional da Mulher, o dia 9 de novembro é o Dia do Homem. A data é bem menos divulgada do que a comemoração feminina, mas não poderia passar em branco aqui no nosso blog.
Para celebrar a data, fizemos um Top 5 com cinco músicos cujas trajetórias marcantes fez deles grandes ícones musicais. Confira a seguir e não deixe de nos contar qual é o seu favorito:
Michael Jackson
O Rei do pop, que nos deixou há dois anos, é um dos principais nomes da música contemporânea. Apesar de ter começado sua carreira na metade da década de 60, o músico se tornou referência ao sair em carreira solo. Desde então, Michael só somou hits nas paradas, como a canção a seguir.





Tom Jobim
Brasileiro de nascimento e nome, Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim era maestro, compositor e músico, se tornando um artista completo. Considerado um dos criadores da bossa nova, Tom deixou sua marca no mundo ao escrever ao lado de Vinícius de Moraes o clássico “Garota de Ipanema”.





Bob Dylan
Um dos principais nomes da música folk, Bob Dylan atualmente tem setenta anos, mas nem por isso pensa em se aposentar. Figura importante da música norte-americana, Dylan foi votado pela Revista Rolling Stone em 2004 como o segundo melhor artista de todos os tempos, perdendo somente para os Beatles.





Juan Luis Guerra
Aqui no Brasil ele pode até ser um mero desconhecido, mas entre os latinos ele é um rei. O cantor ainda está vivo, assim como seus temas famosos e regravados em diversos idiomas. Você até conhece um deles. Ouça abaixo e descubra:





Elvis Presley
Há gente que afirma, com os dois pés juntos, que “Elvis não morreu”. Ignorando todos as teorias da conspiração, o mais importante de tudo é que, durante as duas décadas de carreira, ele conseguiu marcar o rock e se tornar um mito.


Mas porque 13 de julho? Foi no dia 13 de julho de 1985 que um cara chamado Bob Geldof, vocalista da banda Boomtown Rats, organizou aquele que foi sem dúvida o maior show de rock da Terra, o Live Aid - uma perfeita combinação de artistas lendários da história da pop music e do rock mundial.


Tina Turner & Mck Jagger

Além de contar com nomes de peso da música internacional, o Live Aid tinha um teor mais elevado, que era a tentativa nobre de conseguir fundos para que a miséria e a fome na África pudessem ser pelo menos minimizadas. Dois shows foram realizados, sendo um no lendário Wembley Stadium de Londres (Inglaterra) e outro no não menos lendário JFK Stadium na Filadélfia (EUA).

Os shows traziam um elenco de megastars, como Paul McCartney, The Who, Elton John, Boomtown Rats, Adam Ant, Ultravox, Elvis Costello, Black Sabbath, Run DMC, Sting, Brian Adams, U2, Dire Straits, David Bowie, The Pretenders, The Who, Santana, Madona, Eric Clapton, Led Zeppelin, Duran Duran, Bob Dylan, Lionel Ritchie, Rolling Stones, Queen, The Cars, The Four Tops, Beach Boys, entre outros, alcançando uma audiência pela TV de cerca de 2 bilhões de telespectadores em todo o planeta, em cerca de 140 países. Ao contrário do festival Woodstock (tanto o 1 como o 2), o Live Aid conseguiu tocar não somente os bolsos e as mentes das pessoas, mas também os corações.


Pete Towshend (The Who)

No show da Filadélfia, Joan Baez abriu o evento executando "Amazing Grace", com cerca de 101 mil pessoas cantando em coro o trecho "eu estava perdido e agora me encontrei, eu estava cego e agora consigo ver". Este show marcou também a única reunião dos três sobreviventes da banda Led Zeppelin, Robert Plant, Jimmy Page e John Paul Jones, com a presença ilustre de Phil Collins na bateria.

No final deste show, Mick Jagger e Tina Turner juntos, cantando "State of Shock" e "It's Only Rock and Roll", com Daryl Hall, John Oates e os ex-integrantes dos Temptations, David Ruffin e Eddie Kendrichs fazendo os backing vocals. Foi realmente um momento único na história do ROCK!


Paul McCartney & Elton John

O Live Aid conseguiu em 16 horas de show acumular cerca de 100 milhões de dólares, totalmente destinados ao povo faminto e miserável da África. Isso é a cara do ROCK AND ROLL!

ATITUDE!!!

Robert Plant & Jimmi Page (Led Zeppelin)

VISITE O SITE NÃO OFICIAL DO LIVE AID!

Caetano Veloso será homenageado como a personalidade do ano no Grammy Latino. A edição deste ano acontece no dia 14 de novembro, em Las Vegas.

O anúncio foi feito por Gabriel Abaroa Jr., presidente da Academia Latina de Gravação, que organiza o evento. Canções de Caetano serão executadas por convidados e amigos do homenageado. O cantor baiano foi oito vezes vencedor do Grammy Latino e duas vezes do Grammy.

A celebração vai preceder a cerimônia de entrega do XIII Grammy Latino, que será realizado no Mandalay Bay Events Center, em Las Vegas. "Caetano Veloso tornou-se o embaixador de destaque da música e cultura brasileira", disse Abaroa em comunicado divulgado pela assessoria de Caetano. "É difícil encontrar alguém capaz de empenhar talento, paixão e dedicação tão imensos aos seus projetos criativos, seja na música, na poesía de suas composições ou em sua postura ativista. É um grande prazer para a Academia Latina de Gravação e seu Conselho de Curadores celebrarem um homem de talento e empenho ilimitados. Ao celebrar Caetano, celebramos o Brasil e estamos ansiosos para homenagear sua carreira e música incríveis."

Caetano é conhecido por ter feito parte da Tropicália, movimento importante da música popular brasileira. Ele viveu no exílio em Londres de 1968 a 1972. Nos anos 80, ampliou seu público. Gravou mais de 40 discos, publicou cinco livros, dirigiu um longa e ganhou vários prêmios. Em 2003, participou da cerimônia do Oscar, em performance ao vivo com Lila Downs em "Burn It Blue", do filme "Frida", pelo qual recebeu a indicação de Melhor Canção Original.

Ele passa a integrar uma lista de homenageados que inclui Placido Domingo, Gloria Estefan, Julio Iglesias, Carlos Santana e Shakira, entre outros.


Parece coisa de desenho animado ou de comédias americanas. Mas uma pesquisa demonstrou que estimulações sonoras durante o sono leve pode melhorar as habilidades de aprendizado.

O estudo foi feito por pesquisadores da Universidade de Northwestern, nos EUA, e indica fortes evidências de que as memórias colhidas durante o dia e armazenadas no cérebro podem se tornar mais vivas quando músicas compassadas (com ritmos muito claros) são acionadas durante o sono.

Na experiência feita pelos pesquisadores liderados por Ken Paller, os participantes foram convidados a participar de aulas diversas e depois tirarem uma soneca de 90 minutos, sendo monitorados por exames de eletroencefalogramas.

Quanto os participantes estavam no chamado “estágio de sono de ondas moderadas”, os pesquisadores começavam a tocar a música compassada. De acordo com o estudo, a retenção de memória dos indivíduos que ouviam a música foi superior à daqueles que dormiam no silêncio absoluto.

Informações aprendidas antes

A ideia comum, normalmente associada à situações cômicas, de que é possível aprender novas línguas ou ouvir um livro durante o sono e acordar com o conhecimento na ponta da língua, entretanto, não é a melhor forma de descrever o estudo.

“A principal diferença é que nós estamos falando sobre informações já aprendidas e que foram melhor absorvidas pela memória. Não é possível aprender enquando se dorme, mas é possível melhorar a taxa de aprendizado de uma determinada informação a partir da reativação desta memória durante o sono”, diz Paller.

Os pesquisadores, agora, trabalham com a hipótese de que pode haver diversos tipos de aprendizado e que a técnica utilizada por eles pode ser uma entre diversas outras formas de melhorar a memória.

“Durante o sono há diversas memórias sendo consolidadas também. Então podemos deduzir que a relação entre elas pode ter a ver com esta melhor taxa de aprendizado. E a música pareceu aumentar essa inter-relação entre memórias pouco necessárias e outras mais importantes”, sugere o pesquisador, cujo trabalho foi publicado no periódico Nature Neuroscience.


clipe oficial no YouTube
Vídeo editado com a letra traduzida
Letra:
When I look into your eyes
It’s like watching the night sky
Or a beautiful sunrise
Theres so much they hold
And just like them old stars
I see that you’ve come so far
To be right where you are
How old is your soul?
I won’t give up on us
Even if the skies get rough
I’m giving you all my love
I’m still looking up
And when you’re needing your space
To do some navigating
I’ll be here patiently waiting
To see what you find
Cause even the stars they burn
Some even fall to the earth
We’ve got a lot to learn
God knows we’re worth it
No I won’t give up
I don’t wanna be someone who walks away so easily
I’m here to stay and make the difference that I can make
Our differences they do a lot to teach us how to use
The tools and gifts we got yeah, we got a lot at stake
And in the end, you’re still my friend at least we did intend
For us to work we didn’t break, we didn’t burn
We had to learn how to bend without the world caving in
I had to learn what I’ve got, and what I’m not
And who I am
I won’t give up on us
Even if the skies get rough
I’m giving you all my love
I’m still looking up
I’m still looking up
I won’t give up on us
God knows I’m tough, he knows
We got a lot to learn
God knows we’re worth it
I won’t give up on us
Even if the skies get rough
I’m giving you all my love
I’m still looking up

Related Posts with Thumbnails