O impacto da pirataria na música eletrônica

Filed in

daNCE
Uma pesquisa realizada entre empresários e profissionais de música eletrônica na Inglaterra revelou: 74% deles acreditam que a pirataria prejudicou os seus negócios. Mais: 77% acreditam que a situação da pirataria hoje é pior do que há cinco anos.

Foram ouvidos cerca de 200 donos de selos, agentes, artistas e produtores. Metade das pessoas entrevistadas é a favor de políticas de repressão e 65% delas acreditam que os mecanimos de busca têm um papel fundamental em bloquear o acesso à troca de arquivos ilegais.

Também 65% delas dizem que tomam providências para remover os arquivos não autorizados na web. Se encontram seu material usado indevidamente no YouTube, porém, a maioria (61%) não toma nenhuma providência. Um quarto delas (25%) reclamam pelo pagamento de royalities e 13% pedem pela remoção.

Curiosamente a indústria apóia a divulgação de música em blogs: 65% dos entrevistados dizem que dão permissão para que os blogs divulguem sua música. Isso mostra que os blogs são vistos como uma poderosa ferramenta de divulgação — muito mais do que o envio maciço de CDs promocionais. E 57% dos entrevistados dizem que já deixaram de usar esse tipo de divulgação.

A indústria também se mostra otimista em relação a serviços de streaming como o Spotify: 44% dizem que o streaming tem um impacto positivo e apenas 15% dos entrevistados acreditam que os serviço é prejudicial aos negócios.

via estadão

Posted by Paulo Studiow @ sexta-feira, 21 de maio de 2010 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails