15 discos para entender o hard rock

Aerosmith, um dos expoentes do gênero, toca em São Paulo neste sábado.
Lista vai do punk ao rock sinfônico, com nomes como Led Zeppelin e Kiss.

Steven Tyler e Joe Perry, em show do Aerosmith, um dos ícones
 do hard rock
Steven Tyler e Joe Perry, em show do Aerosmith,
um dos ícones do hard rock (Foto: Divulgação)

Quando Dave Davies, guitarrista do grupo britânico The Kinks, pegou seu instrumento em 1964 para gravar os três acordes distorcidos e o solo endiabrado de "You really got me", não imaginava que estava dando à luz um novo estilo musical.

Quase meio século e uma longa lista de bandas depois, o hard rock segue firme como um dos gêneros mais sólidos do rock, seja recrutando novos adeptos por meio da série de videogames "Guitar hero", seja arrastando fãs para shows lotados como o que o Aerosmith promete para este sábado (29) em São Paulo.

Filho direto das bandas mais barulhentas da chamada "invasão inglesa" dos anos 60 e dos grupos de garagem dos EUA da mesma época, o hard rock tem como algumas de suas características os riffs de guitarras eletrificados e pesados com inspirações de blues, os vocais gritados e, em muitos casos, a atitude explicitamente sexual de grupos como o Led Zeppelin, outro pioneiro do gênero. No início, hard rock e heavy metal eram rótulos que se confundiam, mas à medida em que a década de 70 avançou os gêneros foram se diferenciando – enquanto o metal passou a valorizar o peso e a velocidade, o hard rock mantinha sua forte influência blueseira de grupos como o Cream.

Com o auxílio do livro "Heavy metal – A história completa",  o G1 preparou uma lista com 15 discos para entender a história do hard rock. Vale ressaltar que a lista não consiste necessariamente em uma seleção de melhores álbuns do estilo e que nem todos os nomes se encaixam unicamente no hard rock – há artistas importantes do rock sinfônico (Queen) ao punk (New York Dolls) que foram listados por terem contribuído para o avanço do gênero.

Confira abaixo a lista completa .

The Kinks - 'Greatest hits'The Kinks - 'Greatest hits' (Foto: Divulgação)

The Kinks – "Greatest hits!" (1966)
Com um riff selvagem e um solo eletrificado, o guitarrista britânico Dave Davies praticamente inventou o hard rock  na faixa "You really got me". Essa coletânea de singles reúne músicas da primeira fase do grupo, a mais barulhenta. Mais tarde o grupo se voltaria ao pop barroco psicodélico de discos como "Something else", mas a semente da sujeira já estava lançada.

 

 


Cream - 'Fresh cream'Cream - 'Fresh cream' (Foto: Divulgação)

Cream – "Fresh cream" (1966)
O primeiro supergrupo do rock, que incluía Eric Clapton na formação, ajudou a dar as bases para o hard rock dos anos 70 com seu blues eletrificado. A versão nada comportada da já profana "Spoonful" se tornou um clássico do repertório posterior de Clapton e criou um novo patamar (na época) para a expressão "rock pesado".

 

 


Led Zeppelin - 'Led Zeppelin'Led Zeppelin - 'Led Zeppelin' (Foto: Divulgação)

Led Zeppelin – "Led Zeppelin" (1969)
Com seu álbum de estreia, o grupo do ex-Yardbird (assim como Eric Clapton) Jimmy Page fundou o hard rock. Blues de branco, longos solos distorcidos, apelo sexual quase explícito e um baterista completamente insano são alguns dos elementos da equação que rendeu milhões de discos vendidos em todo o mundo até a morte de John Bonham, em 1980.

 

 


Black Sabbath – 'Paranoid'Black Sabbath – 'Paranoid' (Foto: Divulgação)

Black Sabbath – "Paranoid" (1970)
O Black Sabbath praticamente criou o heavy metal com seu primeiro álbum homônimo em 1970, mas no menos dark "Paranoid" o grupo acelerou o ritmo e deixou pérolas que influenciaram gerações inteiras do hard rock. É quase impossível pensar na história do gênero sem a acelerada faixa-título e a pesada e sinistra "Iron man".

 

 


The Who - 'Who's next'The Who - 'Who's next' (Foto: Divulgação)

The Who – "Who's next" (1971)
O Who já tinha ultrapassado sua cota de selvageria com seus shows nos anos 60, sempre terminados em quebra-quebra de instrumentos no palco. No álbum sucessor à sua ópera rock "Tommy", injetam inteligência no hard rock, absorvendo sintetizadores e influências do minimalismo e da música indiana em faixas como "Baba O'Riley".

 

 


Deep Purple – 'Machine head'Deep Purple – 'Machine head' (Foto: Divulgação)

Deep Purple – "Machine head" (1972)
Tão importante para o hard rock quanto para o heavy metal, a obra-prima do Deep Purple vai além de ter um dos riffs mais conhecidos de todos os tempos com "Smoke on the water". Hinos à estrada como "Highway star", os teclados cavernosos de John Lord e uma postura "estou pouco me lixando" – além do virtuosismo do guitarrista Ritchie Balckmore – fazem do álbum e da banda um dos favoritos do gênero.

 


New York Dolls - 'New York Dolls' New York Dolls - 'New York Dolls' (Foto: Divulgação)

New York Dolls - "New York Dolls" (1973)
Apesar de estar associado ao punk, o New York Dolls influenciou toda a geração de bandas glam que dominaram o estilo nos anos 80. Com seu blues anfetaminado e seu visual andrógino, o grupo era a versão travesti dos Rolling Stones, e chegou a compartilhar groupies e shows com bandas de hard rock como o Aerosmith.

 

 


Aerosmith - 'Toys in the attic'Aerosmith - 'Toys in the attic' (Foto: Divulgação)

Aerosmith – "Toys in the attic" (1975)
O terceiro disco do Aerosmith levou o grupo de Boston ao sucesso comercial e hoje é o seu álbum mais vendido nos EUA, puxado pelo sucesso da faixa-título e de "Walk this way". Esta última também é responsável pela volta do grupo às paradas nos anos 80, quando foram sampleados e dividiram o clipe da faixa homônima dos rappers do Run-DMC.

 

 


Queen - 'A night at the opera'Queen - 'A night at the opera' (Foto: Divulgação)

Queen – "A night at the opera" (1975)
Apesar de passear por diversos gêneros ao longo da carreira, o Queen ganhou fama com suas guitarras altas e por introduzir elementos sinfônicos e teatrais no hard rock. Além da imortal "Bohemian rhapsody", faixas como a vingativa "Death on two legs" atestam a criatividade do guitarrista Brian May, enquanto "Love of my life" é um dos melhores exemplares de balada roqueira.

 


Kiss - 'Destroyer'Kiss - 'Destroyer' (Foto: Divulgação)

Kiss – "Destroyer" (1976)
Com suas máscaras demoníacas e efeitos especiais nos shows, o Kiss uniu rock pesado a estética dos quadrinhos, o sonho perfeito de todo adolescente americano nos anos 70. Com hinos como "Detroit rock city" – homenagem à cidade industrial e lar de grupos como o Grand Funk Railroad – e "Shout out loud", "Destroyer" é o disco essencial da auto-intitulada "banda mais quente do mundo".

 

 


AC/DC - 'Back in black'AC/DC - 'Back in black' (Foto: Divulgação)

AC/DC – "Back in black" (1980)
Angus Young, guitarrista do AC/DC, talvez seja o segundo melhor compositor de riffs do rock pesado, atrás apenas de Tony Iommi do Black Sabbath. O álbum negro do grupo australiano – sinal de luto pela morte do vocalista Bon Scott – tem alguns dos momentos mais incríveis da banda. Como se tornou clichê lembrar, um fã de rock pode não saber a letra da faixa-título, mas com certeza lembra do riff.

 


Def Leppard - 'Pyromania'Def Leppard - 'Pyromania' (Foto: Divulgação)

Def Leppard – "Pyromania" (1983)
Os britânicos do Def Leppard foram um dos pioneiros da vertente glam do hard rock que dominou as paradas dos anos 80 nos EUA. No seu terceiro disco, o grupo abriu as portas para artistas como Mötley Crüe e Poison e ainda conseguiu desbancar Michael Jackson da parada de clipes da MTV com o vídeo de "Photograph".

 

 


Van Halen - '1984'Van Halen - '1984' (Foto: Divulgação)

Van Halen – "1984" (1984)
Ultrapop e ultravirtuoso ao mesmo tempo, o grupo liderado pelo holandês Eddie Van Halen criou um estilo próprio onde os sintetizadores eram tão importantes quanto as guitarras. Contando com o performático vocalista David Lee Roth, a banda atingiu seu ápice em "1984", com hits eternos dos anos 80 como "Panama" e "Jump".

 

 


Guns N' Roses - 'Appetite for destruction'Guns N' Roses - 'Appetite for destruction' (Foto:
Divulgação)

Guns N' Roses – "Appetite for destruction" (1987)
O Guns N' Roses tomou as paradas de assalto no final dos anos 80, encerrando sem cerimônia a onda glam e misturando punk rock com solos à Led Zeppelin. Com pedradas agressivas como "Welcome to the jungle" e "Paradise city" e uma capa censurada de autoria de Robert Williams, o disco garantiu a proeminência da banda no cenário roqueiro durante a primeira metade dos anos 90.

 

 


Wolfmother - 'Wolfmother'Wolfmother - 'Wolfmother' (Foto: Divulgação)

Wolfmother – "Wolfmother" (2005)
O trio australiano apareceu em 2005 com seu álbum de estreia provando que o hard rock está longe de morrer. Com direito a capa com ilustração de Frank Frazetta, o disco atualizou o som de bandas como Balck Sabbath e Led Zeppelin para a geração "Guitar hero" em faixas como "Woman", "Dimension" e "Witchcraft".
 

via G1

Posted by Paulo Studiow @ domingo, 6 de junho de 2010 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails