Cyndi Lauper promete fechar com 'festa' seus shows regados a blues

Filed in ,


'Se eu não tocar ‘Girls’, os fãs vão ficar chateados, não acha?', diz ao G1.
Ícone dos anos 80 traz ao Brasil turnê de álbum 'Memphis blues', de 2010.




A cantora Cyndi Lauper (Foto: Divulgação)A cantora Cyndi Lauper (Foto: Divulgação)
É bom deixar um aviso para quem pretende ver os shows da turnê de Cyndi Lauper no Brasil e encontrar uma imagem que lembre a mulher de cabelos, som e visual multicoloridos dos anos 80: chegue por volta de uma hora atrasado.

A primeira parte da apresentação com que a estrela de 57 anos abre sua turnê neste sábado (19) em Recife é dedicada ao blues, gênero que domina o seu mais recente álbum, “Memphis blues”, de 2010.
A versão brasileira do disco - que inclui standards do estilo como "Rollin' and tumblin", de Muddy Waters, e "Crossroads", de Robert Johnson - conta com a participação do saxofonista carioca Leo Gandelman.
O músico se junta a Cyndi no palco no Rio e em São Paulo. A percurssionista Lan Lan foi convocada para todos os shows. “Fui apresentada a eles pela minha gravadora no Brasil. São dois músicos incríveis. Eu fiquei empolgada em tê-los nos shows. Mal posso esperar em ter outra mulher no palco comigo. Nunca tive percussionista na minha banda antes, e ela é ótima”, diz Cyndi em entrevista ao G1.

Mas os anos 80 também estarão representados na segunda parte do repertório, seja em canções lentas ("True colors", "Time after time") ou agitadas ("She bop", "Girls just want to have fun"). “Tenho feito desse jeito na América do Norte, o único lugar onde apresentei o show deste álbum até agora. Tem funcionado”, explica a cantora. “Começo com blues, depois canto os hits e vira uma festa."
Muita gente acha que nos anos 80 a música era só um modismo, mas discordo. Havia artistas únicos. Foi um grande momento para a música e parece que as pessoas estão reconhecendo isso"
Cyndi Lauper
Prova de que, como diz a letra, as garotas ainda querem se divertir? “Elas buscam a mesma coisa [do que buscavam nos anos 80]: a liberdade de fazer o que queremos e não sermos mulheres de segunda classe para os parceiros homens”, responde. “Se eu não tocar ‘Girls’, ‘True colors’ ou ‘Time’, os fãs vão ficar bem chateados, você não acha?”, pergunta a cantora, já vista ao lado de Lady Gaga em campanhas publicitárias de uma marca de cosméticos.

Cindy é curta e fina para comentar sobre a colega loira. “Ela definitivamente tem som e estilo próprios. Gosto que ela tenha tanto sucesso. Bom para ela.” Ao levar em conta não só o som de Gaga, mas de outras divas recentes, o que une e separa o pop oitentista e o feito agora?
“Muita gente acha que nos anos 80 a música era só um modismo, mas discordo. Havia artistas únicos. Foi um grande momento para a música e, recentemente, parece que as pessoas estão reconhecendo isso. Há música boa agora também. Como em qualquer época, há o que é ótimo, o que é bom e o que é nada bom”, analisa.
Cyndi Lauper se apresenta no Brasil em show de hits dos anos 80 e clássicos do blues (Foto: Divulgação)Cyndi Lauper se apresenta no Brasil em shows de hits dos anos 80 e clássicos do blues (Foto: Divulgação)

Aprendiz de celebridadeAlém do blues e dos hits, Cyndi se dedica a reality shows. No ano passado, esteve em “The celebrity apprentice”, versão com famosos do programa comandado pelo magnata americano Donald Trump. “Eu aprendi muito. Nós trabalhamos muitas horas e eu me esforcei para ser boa para minha equipe. Voltei com uma querida amiga, Sharon Osborne”, lembra.

Agora, parte para seu próprio reality, sem previsão de estreia. “Estou fazendo o meu programa com Mark Burnett [produtor de TV britânico] e sairá em breve! É sobre meu cotidiano, principalmente a vida profissional. Você vai ver minha família e amigos algumas vezes, claro”, antecipa.
Cyndi Lauper no Brasil

Recife 
Quando: 19 de fevereiro, horário não confirmado
Onde: Chevrolet Hall
Ingressos: R$ 120 (pista), R$ 200 (pista vip) e R$ 1.800 (camorarote 1º piso para 10 pessoas)
Rio de Janeiro
Quando: 20 de fevereiro
Onde: Vivo Rio, às 21h
Ingressos: R$ 100 (setor 3), R$ 150 (setor 2), R$ 180 (setor 1), R$ 250 (pista vip), R$ 280 (vip premium), R$ 120 (frisas), R$ 200 (camarote A) e R$ 280 (camarote B)

São Paulo
Quando: 22 e 23 de fevereiro, às 22h
Onde: Via Fuchal
Ingressos: R$ 300 (vip), R$ 250 (premium), R$ 200 (plateia 1), R$ 150 (plateia 2), R$ 200 (mezanino central), R$ 150 (mezanino lateral) e R$ 300 (camarote)

Goiânia
Quando: 25 de fevereiro, horário não confirmado
Onde: Atlanta Music Hall
Ingressos: R$ 40 (vip), R$ 100 (camarote front stage), R$ 500 (mesa amarela para quatro pessoas), R$ 400 (mesa azul para quatro pessoas), R$ 150 (camrote empresarial). Todos os com open bar
Cuiabá (com Capital Inicial)
Quando: 26 de fevereiro, às 22h45
Onde: Centro de Eventos Pantanal
Ingressos: R$ 170 (vip) e R$ 150 (pista)
Brasília
Quando: 27 de fevereiro, às 20h
Onde: Centro de Convenções
Ingressos: R$ 90 (mezanino), R$ 140 (cadeira vip verde), R$ 200 (cadeira vip laranja)

Porto Alegre
Quando: 1º de março, às 21h
Onde: Bourbon Country
Ingressos: R$ 100 (galerias), R$ 130 (pistas), R$ 140 (mezanino e plateia alta) e R$ 140 (camarote)

Posted by Paulo Studio2002 @ sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails