Google aposta na música com novo serviço de Internet

Filed in


Nova aposta da tecnológica, o Music Beta, permite ouvir e armazenar música ‘online’ e ouvi-la através da plataforma Android.
Paul Joyce, director de produto da Google, apresentou o Google Music, o novo serviço de música ‘online’ da companhia.
Paul Joyce, director de produto da Google, apresentou o Google Music, o novo serviço de música ‘online’ da companhia

Já imaginou ter ao alcance de um clique e em qualquer dispositivo todas as músicas que quiser? É esta a proposta da Google, que lançou esta semana um novo serviço de armazenamento de música ‘online'. Com o Music Beta as músicas são armazenadas num servidor da Microsoft, que depois podem ser ouvidas num ‘tablet' ou ‘smartphone' com sistema operativo Android.
A vantagem é que a biblioteca musical do utilizador não está restrita a um só aparelho. A Google criou uma aplicação que permite descarregar os ficheiros que o utilizador já tenha para o servidor, com a gestão da biblioteca e da ‘playlist' a ser feita directamente na Internet.
Além da loja de música a gigante tecnológica anunciou ainda um serviço semelhante mas para filmes. Estes são descarregados no computador através da Internet (ou para o ‘tablet' Xoom, da Motorola - a Google prometeu o serviço noutros dispositivos muito em breve). Os preços mais baixos para ‘download' de filmes rondam os 1,5 euros (1,99 dólares).
Apesar da aposta da Google neste serviço de música - para já, apenas disponível nos Estados Unidos e em versão de testes -, a experiência recente da Amazon mostra que o lançamento poderá não ter o sucesso esperado. A Amazon anunciou um serviço semelhante há cerca alguns meses, o ‘Cloud Player'. Contudo, as editoras discográficas mostraram-se desagradadas, já que não foram renegociadas as licenças e os direitos sobre as músicas.
Aliás, Jamie Rosenberg, o responsável pelo conteúdo musical do Android disse mesmo, citado pelo "New York Times", que "algumas das grandes editoras discográficas não colaboraram muito" e "solicitaram uma lista de termos de negócio que eram insensatas e que não permitiria construir um produto sustentável". Ou seja, a Google não vai "depender de alianças que se provaram frágeis", concluiu o responsável.
O novo serviço da Google não se assume como um concorrente directo do iTunes da Apple, já que nesta os ficheiros têm de ser descarregados directamente para o computador. E a principal diferença relativamente à Amazon é que esta já tem uma loja de música online e as faixas que são compradas ficam automaticamente armazenadas na ‘cloud' da empresa. Ou seja, os utilizadores não terão de descarregar a música comprada para o servidor, ao contrário do que acontece com o Music Beta. E, mesmo com ligação em banda larga, o processo pode ser demorado, segundo avançam os ‘sites' de tecnologia

Posted by Paulo Studiow @ sábado, 14 de maio de 2011 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails