Programação do Rock in Rio divide opiniões

Filed in

Foto: DivulgaçãoOs ingressos para o Rock in Rio custam R$190 e começam a ser vendidos neste sábado. Na programação do festival, os pontos altos são Metallica, Rihanna e Red Hot Chilli Peppers. "Todos estão animados pela volta da banda e eles têm diversos hits que vão animar o público", diz o editor-chefe do "Antífrase", Thiago Testa.  Enquanto uns elogiam, outros criticam. João Paulo Andrade, o responsável pelo "Whiplash", site especializado em rock e heavy metal, diz que "o público nunca fica satisfeito com a escalação do Rock in Rio, nem de nenhum festival". Mas por quê?

Uma das principais críticas são com relação à organização das atrações nos seis dias de evento. Tem a musa do axé, Claudia Leitte, na noite pop e NxZero no mesmo dia que Red Hot Chilli Peppers. João Paulo, por exemplo, diz que quer assistir Elton John, mas não gosta das outras atrações escaladas para o dia. "O Rock In Rio sempre traz atrações meio inusitadas e misturas consideradas meio indigestas na mesma data", diz. Para Thiago, essa distribuição um pouco aleatória dos artistas é normal. Mas causa má impressão.

Para ele, Shakira deveria estar na mesma noite de Katy Perry e Rihanna e não em outra, com Marcelo D2 e Jay-Z. "Esta desorganização transparece como 'falta de artistas' e line-up incompleto. Sinto que não conseguiram de jeito nenhum colocar alguns artistas apropriados à noite ou tiveram diferenças de agenda. Isso é bom para a produção do evento, pois vendem mais ingressos, e péssimo para o público", conta.

"Garrafas vão rolar com certeza"



Esse tom eclético nas noites do festival pode gerar problemas. Embora esteja proibida a entrada no evento com garrafas, latas, capacetes, animais, armas de fogo e qualquer objeto considerado perigoso, o responsável pelo "Whiplash" acredita que o Gloria vai ser alvo de garrafadas. "A banda no mesmo dia do Metallica e Motörhead vai ser um problema. Uma pena. Quem não gosta deveria apenas ignorar ou chegar mais tarde. Garrafas vão rolar com certeza. O público de rock e metal não é o mais cabeça aberta do mundo", explica.

Em 2001, quem levou garrafadas foi o cantor Carlinhos Brown. Ele destoou ao cantar na mesma noite dos Guns n’ Roses, Oasis, Papa Roach, Ira!, Ultraje a Rigor e Pato Fu. O público não perdoou e o momento virou um dos mais marcantes da história do festival, lembrado até hoje. Comparativamente com a última edição do Rock in Rio, na qual aconteceu este episódio, Thiago acredita que a line-up deste ano segue o mesmo nível de grandiosidade. "Nem melhor, nem pior", diz.

O público que foi mais agraciado com o festival, segundo ele, é justamente o do metal, que vai ter ainda Coheed and cambria e Slipknot. Thiago acredita que todos os dias de evento poderiam ser melhores, mas a noite dos metaleiros está praticamente perfeita. "Várias bandas estão se extinguindo e muitos vão estar no festival. Neste dia, só faltou o Iron Maiden, Deep Purple e AC/DC", diz.

João Paulo é um dos que estão ansiosos para a noite do metal. Ele quer ver Mothorhead. Mas a sua aposta para o show com maior público do evento é outra. "Vamos ver, mas acho que o Metallica vai ter a maior plateia", opina. Na opinião dele, para ficar melhor, só faltou Megadeth, Anthrax e Slayer. "Acho que se perdeu uma grande oportunidade de trazer o Big Four ao Brasil", fala.

As ausências 



Além dessas bandas, outras ausências sentidas são as de Avril Lavigne, Lady Gaga, Britney Spears e Foo Fighters (estes dois últimos participaam da última edição brasileira do evento). Quando anunciou a volta do Rock in Rio ao Brasil, Roberto Medina disse que queria Lady Gaga na programação, mas não rolou: ela vai estar de férias em setembro. Também houve conflito de agendas com as outras possíveis atrações. Foo Fighters, dizem, vem ao país em novembro.

Britney é um caso ainda mais particular. Os fãs se uniram para convencer a organização do festival a trazê-la. Ela foi a mais votada na enquete do site oficial do evento para saber quem o público queria. Mas nem isso a trouxe. O diretor de conteúdo do "Popline", site especializado em música pop, Flávio Saturnino, acredita que a enquete foi apenas uma forma de ajudar nas negociações. "Óbvio que os fãs lamentam, mas o festival não se comprometeu a trazê-la em momento algum", explica.

Outras ausências são levantadas por Flávio. "Também não seria surpresa ter Justin Bieber, Restart, Sandy ou Wanessa no line-up do palco principal", diz. Sandy, quando fazia dupla com Junior, também se apresentou no Rock in Rio de 2001, junto com Britney. Na época, público e crítica aprovaram mais o show dos irmãos brasileiros do que os internacionais da noite.

Mas nem Sandy nem Lady Gaga são insubstituíveis. O especialista em música pop acredita que Katy Perry e Rihanna darão conta do recado. "Ter as cantoras que emplacam música atrás de música, desde 2008, nos quatro cantos do planeta, na mesma noite, não é para qualquer festival. Sem contar o veterano Elton John fechando com chave de ouro", diz Flávio.

Passado x Futuro



No geral, ele diz estar surpreso com a escalação para o festival. "Definitivamente, não deixaram a desejar em relação às edições anteriores do festival, realizadas na Europa", opina. Thiago concorda com ele. Para o editor-chefe, as bandas que vão participar do Rock in Rio 2011 fazem muito sucesso do mesmo jeito que as que tocaram na edição de 2001 faziam.

Ele acredita que o que também vai fazer a diferença este é a infraestrutura dos shows atuais, incomparável com a de dez anos atrás. "Pelo lado tecnológico, vai ser a melhor edição de todas. É uma nova geração, muito mais moderna, com novos equipamentos, tecnologias e técnicas", explica.

Mas, assim como muita gente, João Paulo é saudosista. Ele está animado sim para os shows deste ano, mas não chega a estar surpreso com nenhum deles. "Nada me surpreende no Rock in Rio depois de conhecer as edições anteriores. Nenhuma edição vai se comparar à primeira", diz o especialista em rock e heavy metal.

A edição a qual ele se refere foi a de 1985. Iron Maiden, Whitesnake, James Taylor, Rod Stewart, AC/DC, Scorpions, Ozzy Osbourne e Queen participaram, só para citar alguns. Em 2011, Freddie Mercury também vai estar presente, por meio de um vídeo no telão, durante o show de abertura. Milton Nascimento vai fazer um dueto com ele dessa forma. Flávio está confiante. "Esta edição vai ser recheada daqueles clássicos momentos do Rock in Rio, que entram para a história da música", aposta.



fonte

Posted by Paulo Studio2002 @ sexta-feira, 6 de maio de 2011 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails