Jovem com síndrome de Down dirige orquestra sinfônica

Filed in

Rapaz iniciou carreira musical aos quatros anos de idade


O jovem venezuelano José Omar Dávila, que tem síndrome de Down, dirigiu nesta sexta-feira (3) a Orquestra Sinfônica Infantil Núcleo La Rinconada, que faz parte do premiado Sistema Nacional de Orquestras, em um concerto intitulado Homenagem aos Jovens em Batalha.
- É fácil dirigir esta orquestra, me sinto feliz, com energia, potencial. A música é para o espírito.
Dávila pediu aplausos para as crianças e adolescentes que formam a orquestra após dirigir Aleluia, de Haendel.

A mãe do diretor, Teresa de Dávila, disse que seu filho, que hoje tem 26 anos de idade, foi educado "com muito apoio moral e espiritual".

Teresa assinalou ainda que "o amor é a nota mágica para descobrir o potencial que têm estas crianças especiais".

O jovem diretor iniciou sua carreira musical quando tinha quatro anos na cidade andina de Mérida, onde ingressou no Programa Educativo Experimental para crianças com necessidades especiais e de desenvolvimento normal, pertencente à Associação Merideña de Pais e Amigos de Crianças Excepcionais.

Dávila participou como diretor da inauguração do Meeting International Special Olympics Figueres 2010, realizado na Espanha, e é o único diretor de orquestra com síndrome de Down na Venezuela, de acordo com a instituição cultural da petrolífera PDVSA, que cedeu seu Centro de Arte La Estancia para o concerto.

Dávila foi reconhecido também com a Ordem José Félix Ribas em sua Segunda Classe pelo Conselho Legislativo do estado de Mérida por sua participação no Special Olympic Meeting International.

Posted by Paulo Studiow @ sábado, 4 de junho de 2011 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails