Trilha sonora da novela das 18h tem sotaque nordestino; ouça a música da abertura


Apenas três das 17 vozes presentes no CD nacional de "Cordel encantado" não são de músicos nordestinos. O sotaque arretado de artistas como Luiz Gonzaga ("Xamêgo"), Lenine ("Candeeiro encantado"), Maria Bethânia ("Estrela miúda"), Alceu Valença ("Na primeira manhã") e Zé Ramalho ("Chão de giz") dá o tom da bolachinha, lançada agora pela Som Livre.
Composta por uma trilha eclética, a elogiada trama das 18h da Globo, ambientada no fictício sertão de Brogodó, tem desde Chico Science & Nação Zumbi ("Maracatu atômico"), passando por Otto ("Carcará") e a (ainda) desconhecida Núria Mallena ("Quando assim").
Pernambucana radicada há seis anos no Rio, Mallena ficou surpresa ao ver a sua faixa, com letra singela e a simplicidade de uma gravação feita com voz e violão, embalar o romance de contos de fada da cozinheira Maria Cesária (Lucy Ramos) com o Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia).
- O Ricardo Waddington ( diretor de núcleo) tinha me visto em um sarau promovido por amigos na casa da ( apresentadora) Fernanda Lima. Dias depois, a Bianca Bin ( protagonista da trama), que é minha amiga, insistiu para levar uma fita demo, com quatro músicas, para a produção da novela. O Ricardo lembrou na hora de "Quando assim", mas quis a versão que cantei naquela apresentação, sem o acompanhamento de uma banda. Faltavam duas semanas para a estreia quando ele me ligou dizendo que eu iria fazer parte da trilha - conta Mallena, que só descobriu que iria embalar as cenas do rei ao ouvir sua voz no ar.
A faixa é uma das mais comentadas de "Cordel encantado" junto com a música da abertura, "Minha princesa cordel", cantada em dueto por Gilberto Gil e Roberta Sá.
- Para mim é uma honra estar na mesma trilha que traz Luiz Gonzaga e nomes como Gil e Caetano - destaca a cantora pernambucana, que lança nos próximos meses o seu disco com a mesma versão de "Quando assim" ouvida no horário das 18h.

Além de Núria Mallena, o disco traz outros nomes da novíssima geração da MPB como Karina Buhr. Baiana criada no Recife, a cantora interpreta "Tum tum tum", sucesso de Jackson do Pandeiro.
Queridinha das trilhas globais, Maria Gadú canta "Bela flor". A cantora está entre o grupo dos três músicos que não vieram do Nordeste, formado ainda por Filipe Catto ("Saga") e Monique Kessous ("Coração").


Oglobo 

Posted by Paulo Studiow @ domingo, 19 de junho de 2011 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails