João Gilberto comemora seus 80 anos e volta aos palcos em setembro


Foto: DivulgaçãoNesta sexta-feira, o pai da bossa nova, o cantor João Gilberto, completa 80 anos e prepara sua volta aos palcos brasileiros para setembro. O cantor que ajudou na criação do gênero musical devido a seu jeito calmo de cantar e de uma batida própria no violão, subiu aos palcos brasileiros pela última vez em 2008, quando foi comemorado os 50 anos do surgimento da bossa nova.
Dia 3 de setembro é a vez da capital paulista receber o cantor na casa de eventos HSBC Brasil, porém ainda não está confirmado quando começa as vendas de ingressos, preços e horário do show. Dia 10 de setembro, o Vivo Rio, no Rio de Janeiro, recebe João Gilberto, e algo inédito na carreira do músico está sendo negociado, como a possibilidade de transmitir via satélite o show para as salas de cinemas do Brasil e do exterior.
João Gilberto nasceu em Juazeiro e várias homenagens foram preparadas para o mestre no dia de seu aniversário no centro cultural batizado como o mesmo nome do artista, em sua cidade natal. O cantor João Bosco fará uma participação especial às margens do Rio São Francisco, logo após uma missa que acontecerá na Catedral de Nossa Senhora das Grotas.

Infelizmente os discos mais importantes que ajudam entender a importância e a reverência de tantas gerações do músico são quase impossíveis de serem encontrados. Mas sucessos mais recentes como "João Gilberto Prado Pereira de Oliveira" (1999) e "João voz e violão" (2000) são mais facéis de encontrar à venda. Como se não bastasse, as aparições públicas, shows e entrevistas de Gilberto também se tornaram raras. Os fãs e a MPB começaram a perder um pouco do músico, desde o lançamento de "O Mito", em 1992. O álbum reunia os três primeiros LPs de João, "Chega de saudade", "O amor, o sorriso e a flor" e "João Gilberto", mais o EP "Orfeu da Conceição", pois o artista ficou furioso com o projeto, reclamando da remasterização e do fim da sequência original das faixas, sendo assim, Gilberto travou uma briga judicial sem previsão de fim com a gravadora EMI que compilou seu trabalho e que detinha os direitos sobre o catálogo do cantor.

Até hoje a maneira do precursor da bossa nova de tocar violão, que levou meses tentando encontrar uma batida ideal e o jeito único de cantar, influencia muitos artistas nacionais e internacionais. Foi com a maneira única de cantar e tocar as melodias de Tom Jobim e as letras de Vinicius de Moraes, que João Gilberto criou a bossa nova. O álbum "Canção do amor demais", lançado por Elizeth Cardoso em 1958, era para ter sido o "Laboratório" de João só com composições de Tom Jobim e Vinicius. O disco que trazia as faixas do músico "Chega de saudade" e "Outra vez" é considerado o que marcou o início da bossa nova.

Inspirado na voz e no jeito de tocar violão de João Gilberto, a partir de 1958 a bossa nova consagraria uma revelação de músicos brasileiros, como Carlos Lyra, Nara Leão, Luizinho Eça, João Donato e Roberto Menescal e outros.

Posted by Paulo Studio2002 @ sexta-feira, 10 de junho de 2011 0 comments

Share This Post

RSS Digg Twitter StumbleUpon Delicious Technorati

Related Posts

0 Comments

No comments yet. Be the first to leave a comment !
Leave a Comment

"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." --Sócrates

Música é vida!

Next Post Previous Post
Related Posts with Thumbnails